Federação Brasileira de Administradores Hospitalares

Publicado em 14/07/21

NOTÍCIAS

O papel essencial do Administrador Hospitalar

O papel essencial do Administrador Hospitalar

Para celebrar o mês do Administrador Hospitalar nesse ano, a FBAH gostaria de reforçar o papel essencial que esse profissional tem dentro das estruturas hospitalares, tendo um destaque especial para a sua habilidade gerencial e especializada no setor da saúde.

Ao longo desses 50 anos de existência, a FBAH acompanha a evolução dos gestores e acredita na valiosa contribuição desses profissionais para o segmento da saúde.

Parabenizamos esse gestor que compreende a estrutura complexa das instituições hospitalares e que, com maestria, é capaz de equilibrar as atividades administrativas e assistenciais, buscando a integração entre médicos, enfermeiros e demais profissionais existentes nos hospitais. Ele representa um elo fundamental entre todos os profissionais na obtenção dos melhores resultados.

Em homenagem a esse profissional tão importante, a FBAH decidiu oferecer uma contribuição relacionada a evolução de suas carreiras.

Após uma pesquisa realizada pela entidade, no início do ano, junto aos seus associados, foi detectado que um dos temas que mais afligem esses profissionais está relacionado ao futuro da profissão do administrador hospitalar e na continuidade de sua qualificação e educação permanente.

Diante disso, e para comemorar em grande estilo, a entidade selecionou um livro “essencialismo” do autor Greg McKeown que entrou para a lista dos autores mais lidos em 2015, segundo o jornal “The New York Times”.

Segundo o autor, o profissional essencialista é aquele que vê claramente a diferença entre o desnecessário e o indispensável. Ele sabe dizer “não” a tarefas irrelevantes, investindo toda a sua energia APENAS naquilo que é essencial. Como resultado, o seu desempenho cresce significativamente. Ser um essencialista exige recursos e para começar é recomendado que as escolhas sejam feitas com base no uso do tempo e o esforço em temas importantes e que realmente possamos fazer a melhor contribuição. Saber o que nos inspira, quais são os nossos talentos e que necessidade é importante para o mundo pode ajudar a construir esse cenário. Ter essa clareza traz um grande empoderamento. Por que se não controlarmos o que é essencial para nós com foco na melhor contribuição, alguém passará a controlar a nossa agenda.

PARTICIPE DO SORTEIO – CLIQUE AQUI - https://forms.gle/5RzQmsv4NgWYXdve8

Ainda sobre o livro:

Quando conhecemos o que é essencial, privilegiamos tarefas relevantes e passamos a negociar com nossos pares e de forma educada, passar a dizer simplesmente “não, não vou fazer isso por que aquele outro caminho pode trazer mais resultado”.

Lógico que a ideia não é deixar de fazer tudo aquilo que não for essencial, mas engajar outras pessoas e até mesmo outras empresas (parceiros e consultorias) em formas mais efetivas de fazer a mesma coisa com resultado melhor. Esse mecanismo traz um sentido de urgência fundamental para nós e a organização.

Pontos centrais para não perdermos de vista:

• Multitarefa é diferente de multifoco
• Se não estabelecermos prioridades, alguém fará isso por nós
• Para ter foco é preciso sair da zona de fogo e voltar a criar o foco
• A rotina é sua aliada
• Transmita as coisas certas às pessoas certas, no momento certo
• Velocidade, senso de urgência e qualidade em tudo o que fazemos

FBAH - Federação Brasileira de Administradores Hospitalares

Avenida São Gabriel, 201 – Conjunto 1001
Jardim Paulista - São Paulo - SP - CEP: 01435-001
Tel.: 11 3704-7315

® 2021 - FBAH - Federação Brasileira de Administradores Hospitalares.
Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Deep Ocean Design Studio